CÃO IDOSO (PARTE 2)

Preciso entender o meu CÃO IDOSO.

Nesse momento é preciso ter muita paciência e as atividades da vida diária precisam continuar. Os passeios podem ser mais curtos, mas a continuidade é importante e NUNCA é tarde para começar.

Inspeções periódicas e alimentação direcionada a sua condição senil. Escovações do pêlo com mais frequência, além da retirada dos pelos mortos, ativa a circulação e você estará mais atento a qualquer alteração.

Consulte o VETERINÁRIO da família para obter orientações de saúde do seu AMIGO IDOSO, avaliações preventivas são importantes e trará longevidade e qualidade de vida.

Pratique ATIVIDADE FÍSICA: CUIDE DA MENTE, MUSCULATURA e ARTICULAÇÕES do seu AMIGO, procure um VETERINÁRIO-FISIOTERAPEUTA.